fbpx
Twitter
Google plus
Facebook
Vimeo
Pinterest

Fluid Edge Themes

Blog

Home  /  Tecnologia   /  Descubra a importância da internet das coisas
internet das coisas

Descubra a importância da internet das coisas

Certas tecnologias se tornam ainda mais impressionantes quando observamos como elas são capazes de otimizar a logística e os processos internos da organização. Afinal, é bem simples pensar em internet das coisas e imaginar carros autônomos e drones potentes: contudo, ela também se adéqua perfeitamente ao cotidiano de atacadistas e distribuidores.

Neste post, falaremos mais sobre o conceito de internet das coisas, suas aplicações e benefícios específicos. Mostraremos como esse conceito já está presente no cotidiano da indústria, gerando mais produtividade e cortando gastos e desperdícios. Boa leitura!

O que é a internet das coisas?

Também conhecida por Internet of Things ou IoT, esse conceito se relaciona ao desenvolvimento de um grupo cada vez maior de equipamentos capazes de interagir com outros dispositivos por meio da conexão com a internet.

O que diferencia a internet das coisas de outras tecnologias é a capacidade de interagir de forma natural com o ambiente ao redor, facilitando a integração entre diferentes equipamentos. Dessa forma, ela está presente em campos tão diferentes, como a agricultura (por meio da utilização de drones que checam as condições da colheita, por exemplo) e a linha de produção de indústrias.

Além disso, ela é empregada na segurança e vigilância de mercadorias, assim como no controle de estoque. Isso ocorre por meio da utilização de sensores inteligentes e robôs para rastrear ativos das empresas e ainda manter a área segura. Ela também pode ser implementada na logística, garantindo que um produto chegue a salvo a seu destino.

Como se não bastasse, a tecnologia ainda permite a coleta de dados dos produtos e do histórico digital de vendas da companhia. Isso resulta em estratégias avançadas de venda, traçando os padrões dos consumidores para desenvolver produtos cada vez mais personalizados.

Assim, a IoT é de fundamental importância tanto para atacadistas como para distribuidores: afinal, ela atua no monitoramento de ativos, na análise de dados relevantes para o negócio e na redução de custos trazida pela modernização dos processos.

Quais são as suas vantagens para atacadistas e distribuidores?

Agora que entendemos o conceito, é a hora de entender os benefícios específicos para as empresas.

Melhoria na gestão

Como vimos no primeiro tópico, uma das principais características da internet das coisas é a capacidade de integração entre diferentes equipamentos, tecnologias e processos. Ao conectá-los, os profissionais da empresa conseguem identificar formas precisas de elevar a eficiência e a produtividade dentro do negócio.

Basta dar uma olhada em um recente estudo da consultoria McKinsey, que mostra que os dispositivos conectados à internet das coisas deve chegar à impressionante marca de 43 bilhões em 2023. Além disso, a interação trazida pela IoT leva os sistemas a coletarem um grande volume de dados.

Esses dados podem ser classificados, organizados e analisados pelo negócio, fazendo com que os gestores consigam realizar uma análise profunda das suas operações. Com isso, será possível identificar gargalos nos processos com maior precisão, o que facilita a melhoria nas rotinas e a busca por mais eficiência.

A empresa pode também contar com um melhor controle do transporte de mercadorias (com o auxílio de sensores implantados no estoque), administração dos suprimentos e recursos e, melhorias no rastreamento de ativos.

Conhecimento aprofundado do cliente

Com a possibilidade de conectar diversos equipamentos e sistemas, as empresas conseguirão mapear a rotina de forma precisa, as preferências e as necessidades do seu público-alvo. Assim, elas poderão remodelar diversos aspectos das suas operações.

Guia de Automação de vendas do Setor Atacadista DistribuidorPowered by Rock Convert

Isso não só envolve o desenvolvimento de produtos, mas também estratégias específicas de marketing e ações do processo de pós-venda. Assim, a companhia conseguirá aperfeiçoar produtos e serviços, tornando suas mercadorias cada vez mais compatíveis com as demandas dos seus usuários.

Além disso, os produtos vendidos renderão um importante volume de dados para a empresa, por meio de informações colhidas pela internet e com o devido consentimento dos clientes. Isso facilita as estratégias de pós-venda, com a possibilidade de monitorar o quanto aquela mercadoria foi útil para os consumidores e como ele está sendo utilizada por eles.

Com esse trabalho, os gestores conseguirão identificar oportunidades no mercado, tanto para elevar a qualidade dos produtos já comercializados como na hora de desenvolver novas soluções.

Aumento da produtividade

Com a utilização da IoT, a linha de produção das empresas não dependerá tanto de intervenções humanas. Isso porque os sistemas podem operar 24 horas por dia com as máquinas sendo programadas pelos sistemas da internet das coisas. Além disso, tudo funcionará de acordo com os parâmetros definidos pela própria companhia.

Com isso, a empresa ganha em produtividade e elimina significativamente erros em suas rotinas. Afinal, as máquinas trabalharão com os padrões de excelência definidos pelos próprios gestores e alinhados aos objetivos do negócio.

Redução dos custos

Outro benefício do uso da internet das coisas nas empresas é a redução de gastos operacionais e a diminuição da inatividade dos sistemas. Um exemplo de como a tecnologia favorece isso é o chamado gêmeo digital. Trata-se de um modelo digital de ativo físico, construído a partir de dados coletados em tempo real.

Para explicar melhor o conceito, podemos pensar em uma falha na infraestrutura da empresa que cause paralisação das atividades. Para combater isso, surge o gêmeo digital: uma cópia elaborada de componentes importantes da linha de produção. Dessa forma, será possível se antecipar às falhas já que essa tecnologia proporcionada pela internet das coisas simularia o funcionamento da estrutura original. Assim, os gestores conseguiriam prever erros e substituir itens a tempo.

Além disso, a IoT facilita o diagnóstico da situação atual das máquinas utilizadas pela empresa. Dispositivos inteligentes poderão ser empregados pelo negócio para um melhor controle do estoque. Por fim, o autodiagnóstico proporcionado pela tecnologia dispensa a necessidade de um amplo número de visitas técnicas — mais um foco no corte de gastos.

Acompanhamento dos ativos e redução de desperdícios

A IoT também possibilita um acompanhamento mais próximo dos ativos, o que ajuda a conservar a vida útil do maquinário. Isso reduz a necessidade de novos investimentos para adquirir mais equipamentos, ajudando também na redução de custos.

É preciso destacar que muitas empresas não compreendem totalmente o potencial de melhoria nos seus processos. Isso ocorre por conta da falta de uma ferramenta que possa centralizar as informações e facilitar uma visualização completa das atividades.

Contudo, graças aos usos de dispositivos integrados à IoT, é perfeitamente possível verificar o andamento dos processos internos e detectar problemas rapidamente. Com isso, a empresa conseguirá abandonar atividades improdutivas, que costumam minar muitos recursos da organização, e eliminar os focos de desperdício.

Para entender melhor sobre as possibilidades da IoT e como ela pode agregar valor para a sua organização, é importante contar com a consultoria de profissionais especializados no assunto. Como pudemos ver neste artigo, a internet das coisas oferece um amplo leque de vantagens e funcionalidades para o negócio, otimizando o tempo de atacadistas e distribuidores.

Gostou do artigo e quer apresentá-lo para outras pessoas? Então, compartilhe o texto em suas redes sociais e chame toda a equipe para a discussão!

Melhor força de vendas.Powered by Rock Convert
Do NOT follow this link or you will be banned from the site!